Lancha Poveira

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Lancha Poveira

Os Braços da Lancha - João Pereira

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

Os Braços da Lancha
por José Peixoto

A Lancha Poveira do Alto que no seu navegar agarra em terra qualquer olhar, fez-se "Fé em Deus" e dos homens que, ao longo de 21 anos, foram capazes de a levar e trazer a bom porto. João Pereira é dos tripulantes mais recentes mas tem o mar no sangue: "tenho uma sigla poveira na família, que vem do meu avô, conhecido por Tio João Manezé. Ele chegou a ter três catraias a seu cargo: o Joaquim, o Varzim e o Minas Gerais, por ter estado emigrado no Brasil. O meu pai pescou até aos 18 anos e também esteve emigrado em África. Na minha juventude fui algumas vezes ao mar com o meu pai, mas ele nunca quis que eu fosse pescador. Acabei por ir trabalhar para uma oficina de construção naval. Aprendi de tudo mas especializei-me em torneiro mecânico. Actualmente estou no negócio de revenda de peixe".

Nascido na Póvoa de Varzim em 1970, João Pereira revela como se tornou tripulante: "foi o Mestre Nia que me convenceu. A minha primeira vez foi numa saída ao mar com alunos de uma escola. Recordo-me também da viagem a Valbom. Fomos sempre à vela até ao cais de Afurada, onde almoçamos. Depois entramos pelo Rio Douro até Valbom. Para passar por baixo da ponte D. Luís tivemos de baixar o mastro".

A Voz da Póvoa (19 Dezembro 2012), p. 15.

URL -> | PDF ->

 

Dia Nacional do Mar - oferta de Manuel Gardete

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

Oferta de Manuel Gardete (esq.) a Manuel Costa (dir.) Director da Biblioteca Municipal da Póvoa de Varzim e responsável pela Lancha Poveira do Alto - Fé em Deus

 

Agenda do Oceano - 1 de Dezembro 2012

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

Agenda do Oceano 1 de Dezembro 2012

Sociedade de Geografia de Lisboa - Secção de Geografia dos Oceanos

Sociedade de Geografia de Lisboa ->

 

Conferência "Reencontro com o Mar" - intervenções

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

A comemoração do Dia Nacional do Mar, a 16 de Novembro, é promovida a nível nacional pela Sociedade de Geografia de Lisboa, tendo a colaboração do Município da Póvoa de Varzim para assinalar esta efeméride.

Neste dia realizou-se uma conferência intitulada “Reencontro com o Mar” pelo Comandante Luís Adriano de Lemos Cesariny Calafate, pelas 21h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

 

 

Descarregue aqui as intervenções

NA ABERTURA DA CONFERÊNCIA “REENCONTRO COM O MAR” (ver +)
por José Macedo Vieira
Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim

REENCONTRO COM O MAR (ver +)
Luís Adriano de Lemos Cesariny Calafate
Capitão da Marinha Mercante e Licenciado em Gestão e Tecnologias Marítimas

 

Dia Nacional do Mar 2012 - actividades

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

Clique nas imagens para ver mais.

 

Projecção do filme Ala-Arriba

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

No dia 16 de Novembro, Dia Nacional do Mar, a partir das 14h30, os utentes do Centro de Dia da Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Varzim irão visionar o filme "Ala-Arriba" de Leitão de Barros, na Biblioteca Municipal.

A entrada é livre.

Sobre “Ala-Arriba”
É um filme português de longa-metragem de José Leitão de Barros.

Entre a ficção e o documentário - acentuadamente ficcionado –, desenrola-se o romance de um pescador da Póvoa de Varzim, um sardinheiro, com uma jovem que ele ama. A história é marcada pelas diferenças sociais e pelo drama da falta de pescado. O filme ilustra os costumes locais e o mar é protagonista.

Leitão de Barros deu a conhecer ao país na década de 1940 a comunidade piscatória da Póvoa de Varzim, com seus hábitos culturais muito próprios e antigos. É visto como um documento importante para a história da cidade da Póvoa de Varzim.

“Ala-Arriba!” é uma expressão poveira que significa "força (para cima)", usada quando a comunidade, à força de braços, encalhava os barcos na praia. A acompanhar o filme nas salas de cinema, por altura da sua estreia, era exibido o documentário Póvoa de Varzim. Ala- Arriba foi o primeiro filme português a obter um prémio internacional, a Taça Biennale do Festival de Veneza de 1942, dada a sua força dramática e plástica, num estilo inspirado por Rino Lupo.

O argumento é do prestigiado dramaturgo Alfredo Cortez, baseando-se o autor na obra "O Poveiro" de António dos Santos Graça para escrever o guião. É um retrato fiel de uma comunidade, interpretado não por actores profissionais mas por verdadeiros pescadores, que falam mantendo o seu característico sotaque, mostrando genuínas vivências, o sofrimento das gentes de uma Póvoa de Varzim, unidos em forte comunidade, mas comunidade fechada, desunida, dividida em diferentes castas sociais. A história centra-se à volta de uma história de amor entre uma rapariga lanchã e um sardinheiro. Tem uma dimensão trágica a vida das gentes da Póvoa, como as da Nazaré, são inconfundíveis as suas tradições.

O filme, pelos apoios financeiros que teve, é uma obra de regime, em pleno Estado Novo. Foi financiado pelo Secretariado da Propaganda Nacional (SPN), pelo Comissariado do Desemprego e pelo Ministério das Obras Públicas.

Filme disponível na secção de audiovisuais da Biblioteca Municipal Rocha Peixoto.

 

Dia Nacional do Mar - Sociedade de Geografia de Lisboa

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

O Presidente da Sociedade de Geografia de Lisboa tem a honra de convidar V. Ex.ª e sua Ex.ma Família para participarem na jornada comemorativa do Dia Nacional do Mar sob o tema “O Oceano: Literacia e Cidadania”, organizada pela Secção de Geografia dos Oceanos, a realizar na sua sede em 16 de novembro de 2012, segundo o programa a seguir indicado.

 

Conferência "Reencontro com o Mar" - informação

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

A comemoração do Dia Nacional do Mar, a 16 de Novembro, é promovida a nível nacional pela Sociedade de Geografia de Lisboa, tendo a colaboração do Município da Póvoa de Varzim para assinalar esta efeméride.

Em 2 de Setembro de 2011, no II Encontro da Rede Nacional de Cultura do Mar realizado na Biblioteca Municipal Rocha Peixoto foi decidido atribuir ao Município da Póvoa de Varzim, a presidência da Rede, nestes dois anos, tendo-se alterado a designação para Rede Nacional da Cultura dos Mares e dos Rios, de forma a englobar o seu caracter plural.

No âmbito do Dia Nacional do Mar, a nivel local, serão promovidas várias iniciativas, reforçando a ligação passada, presente e futura de Portugal ao Mar.

Integrado nesta efeméride, no dia 16 de Novembro será realizada uma conferência intitulada “Reencontro com o Mar” pelo Comandante Luís Adriano de Lemos Cesariny Calafate, pelas 21h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Dados Pessoais
LUIS ADRIANO DE LEMOS CESARINY CALAFATE, Capitão da Marinha Mercante, nascido a 31 de Janeiro de 1950, residente na PÓVOA DE VARZIM.

Formação Académica 

  • Frequência do Curso de Engenharia Civil da Faculdade de Engenharia do Porto.
  • Curso Geral de Pilotagem da E.N.I.D.H. (Escola Superior Náutica Infante D. Henrique) e Curso Complementar de Pilotagem da E.N.I.D.H. (LICENCIATURA).
  • LICENCIATURA em GESTÃO E TECNOLOGIAS MARÍTIMAS na ENIDH.
  • Pós-Graduação na Universidade de Hull – Inglaterra em “Fisheries Technology, Processing Marketing and Management” com a duração de um ano.

Formação Profissional

  • Certificado de Competência como Comandante de navios, sem restrições, de acordo com a Convenção Internacional STCW-78/95, passado pelo Governo da República Portuguesa.
  • Diploma do Curso Especial de Operador MRCC/VTS, tirado no Centro Jovellanos, em GIJÓN – Espanha.
  • Certificado do curso de Cuidados de Saúde para Responsáveis pelos Cuidados Médicos a Bordo, tirado na ENIDH – Lisboa.
  • Certificado de Qualificação para o Controlo das Operações de Combate a Incêndios da ENIDH.
  • Certificado de Qualificação para Condução de Embarcações de Salvamento da ENIDH.
  • Certificado do Curso A.R.P.A. (Automatic Radar Plotting Aids) em Simulador, tirado no Humberside College of Higher Education, em Hull – England.
  • Certificado do Curso de Operador Geral no G.M.D.S.S., tirado no Instituto Politécnico Marítimo Pesquero del Atlántico de Vigo – Espanha.
  • Certificado do Curso de Sobrevivência no Mar, tirado no Humberside College of Higher Education, em Grimsby – England.
  • Certificado de Aptidão Profissional, comprovativo das competências pedagógicas para exercer a profissão de FORMADOR, passado pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional.
  • Etc.

Actividade Profissional

  • Oficial Piloto da Marinha Mercante.
  • Comandante da Marinha Mercante.
  • Director-Geral da Escola de Pesca e da Marinha de Comércio.
  • Técnico Superior de Formação.
  • Presidente de Júri de Exames de profissionais do mar e da Náutica de Recreio.

Experiência Profissional

  • Carta de Oficial da Marinha Mercante com averbamento das seguintes categorias: Piloto de 3ª Classe; Piloto de 2ª Classe; Piloto de 1ª Classe; Piloto Chefe; Capitão da Marinha Mercante.
  • Dez anos ao serviço da Companhia Nacional de Navegação, tripulando em várias funções e vários tipos de navios de comércio.
  • Embarques em navios de Comércio noutras companhias de navegação.
  • Campanha de pesca nos bancos da Terra Nova.
  • Vários embarques nos navios de Investigação Marítima, ao serviço do Instituto Nacional de investigação das Pescas.
  • Nos embarques anteriormente citados, exerci as funções de 3º Piloto; de 2º Piloto; de 1º Piloto; de Imediato; de Comandante.
  • Diploma do Embarque no N.T.M. “Creoula” como Director de Treino no período de 2 de Julho a 2 de Agosto de 1994. Integrou a concentração de veleiros “L’Armada de la Liberté en Rouen” e a regata “The Cutty Sark Tall Ships’Races 1994” homenageando os 600 anos do nascimento do Infante D. Henrique.
  • Membro da Comissão Coordenadora do Acordo Especial de Cooperação no domínio das Pescas, estabelecido com a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) e outros, implicando reuniões e visitas quer em Portugal, quer no estrangeiro.
  • Vice-Presidente do grupo de trabalho “Formação Profissional - Pescas” do Comité de Diálogo Social da U.E. em Bruxelas.
  • Formador/Professor de várias disciplinas ligadas ao sector do mar: Em Angeiras, na Escola Sec. José Régio 10º e 11º anos, FORPESCAS de V. do Conde/P. de Varzim e FOR-MAR de Matosinhos.
  • Representante do Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos como Presidente do Júri em exames para Certificação de Competência de Comandantes da Marinha Mercante (STCW – 78/95), para todos os níveis de Operador Radiotelefonista das várias Marinhas e para todas as categorias da Marinha de Recreio, realizados ao longo do País.

Acções de Formação

  • Participação e frequência em Portugal e no estrangeiro de várias acções de formação Técnico-Profissional e Pedagógica.

Trabalhos/Palestras/Debates/Entrevistas realizadas em Portugal e no estrangeiro

  • Várias palestras, trabalhos, manuais técnicos, teses, relatórios, artigos de jornal e revista, rádio e TV.

 

Conferência "Reencontro com o Mar"

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

 


Pág. 6 de 22

Pesquisar

cmpv.jpg
cartaz_20_anos.jpg
azulejo001.jpg

Em linha

Temos 13 visitantes em linha

Estatísticas

Membros : 37
Conteúdo : 290
Favoritos web : 49
Visualizações de conteúdos : 591861

Sindicância