Lancha Poveira

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Home Rede Cultura do Mar RNCM
RNCM

4º Encontro RNCMeR e Dia Nacional do Mar em Esposende

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

Ver pdf ->

O Município de Esposende vai assumir a presidência da Rede Nacional da Cultura dos Mares e dos Rios (RNCMR) Secção de Geografia dos Oceanos da Sociedade de Geografia de Lisboa, no biénio 2014/2016, tomando posse na Mesa desta Rede no Dia Nacional do Mar, 16 de novembro (Domingo).

Para assinalar o inicio desta presidência vai também realizar o 4º Encontro da RNCMR, desta feita dedicada ao inédito projeto de Lei –Libertação da Via da Água, que pretende um regime de excepção para as embarcações tradicionais portuguesas.

O Município de Esposende já trabalha internamente os assuntos do património e cultura em rede, através da Rede de Museus do Mar de Esposende (Museu Municipal de Esposende e Museu Marítimo de Esposende), criada em 2013 e que articula a difícil gestão de tutelas privadas e tutelas municipais. Neste âmbito o Município considera o oceano Atlântico e os rios Neiva e Cávado os verdadeiros motores económicos do concelho e assume a sua mais valia geoestratégica, histórica, cultural e social. Pretende que durante a sua vigência na presidência da RNCMR possa promover estas boas práticas também nas comunidades de concelhos vizinhos, estabelecendo pontes culturais, dinâmicas e inovadoras, em torno da cultura costeira e do património marítimo e naval.

A Jornada dedicada à “Libertação da Via da Água” é presidida pelo grande entusiasta da defesa e divulgação do património naval português, o Prof. Dr. Fernando Carvalho Rodrigues, ele próprio Arrais de uma embarcação Tradicional do Rio Tejo, e vai decorrer das 14.30h às 17.00h no Museu Marítimo de Esposende.

O Museu Marítimo de Esposende está  instalado na velha estação local de Socorros a Náufragos do ISN (Casa do Salva-vidas, 1906) junto ao rio Cávado, e é tutelado pela Associação Forum Esposendense, ela própria proprietária de uma das mais emblemáticas embarcações tradicionais do Norte de Portugal, a catraia de Esposende.

A Catraia de Esposende é uma catraia grande da tipologia poveira, oriunda da primitiva comunidade sardinheira de Esposende, que remonta ao séc. XVIII, e é uma réplica navegante da última catraia, extinta em 1959, de nome “Santa Maria dos Anjos”,  inaugurada por tradicional “bota-abaixo” em 19 de Agosto de 1993, com o mesmo nome da antecessora, e que tem sido a verdadeira embaixadora da cultura marítima e fluvial de Esposende, motivo para ser escolhida pela Direção de Filatelia dos Correios de Portugal para o carimbo comemorativo do Dia Nacional do Mar.

O Carimbo evocativo do Dia Nacional do Mar, por gentileza da Direção de Filatelia e da Sociedade de Geografia de Lisboa, será apresentado em Esposende, para filatelistas e publico em geral, no dia 16 de Novembro (domingo) no edifício dos Paços do Concelho do Município de Esposende, na Estação de Correios ad hoc que aí funcionará das 10.00h às 12.00h.

A inscrição é gratuita mas obrigatória.
Basta enviar resposta a este E-mail: museu.esposende@cm-esposende.pt  ou museumaritimo@forum-esposendense.pt ou ainda presidencia.rncmr@cm-esposende.pt

 

4º encontro da Rede Nacional da Cultura dos Mares e dos Rios

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

Os Presidentes da Sociedade de Geografia de Lisboa (SGL) e da Câmara Municipal de Esposende (CME) têm a honra de convidar V. Ex.ª e sua Ex.ma Família para participarem numa jornada comemorativa do Dia Nacional do Mar de 2014 e no IV Encontro da Rede Nacional da Cultura dos Mares e dos Rios 2014 (Esposende), sob o tema “A Libertação da Via da Água”.

 

3º Encontro da Rede Nacional da Cultura dos Mares e dos Rios

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

Rede dos Mares e Rios: encontro na Póvoa

A Biblioteca Municipal foi o local anfitrião do 3º Encontro da Rede Nacional da Cultura dos Mares e dos Rios, no dia 30-05-2014.

Luís Diamantino, Vice-Presidente da Câmara Municipal e Vereador do Pelouro da Cultura, abriu oficialmente os trabalhos que assinalaram o encerramento do período, de dois anos, em que o município da Póvoa de Varzim presidiu à Rede Nacional da Cultura dos Mares e dos Rios. “E o trabalho feito – que incluiu exposições, lançamento de livros, atividades do serviço educativo e uma quantidade apreciável de eventos, e que, entre 2012 e 2014, envolveu cerca de 5500 pessoas de todos os escalões etários”, afirmou o autarca.

“Somos internacionalmente conhecidos como um país de marinheiros, por efeito da ação daqueles que, sobretudo nos séculos XV e XVI. No mar nos mantivemos alguns séculos, ligando-nos às comunidades que dominávamos nos vários continentes e com as quais estabelecemos relações culturais a par de uma deficiente exploração comercial das riquezas aí produzidas, que pelo mar circulavam, animando o comércio internacional de que outros se aproveitaram mais que nós”.
Luís Diamantino lembrou que “a atividade pesqueira, na costa e ao largo, fez dos portugueses o povo que mais peixe consome em toda a União Europeia”. Sobre as vertentes locais que interessam à Rede Nacional, o Vice-Presidente sublinhou que “esta relação, naturalmente se concretiza de modo diferente, e com escalas diferentes, em cada um dos nossos municípios”.

“A entrada da nossa barra foi, ao longo dos séculos, medonha, tantos eram os naufrágios que ali ocorriam e que semeavam o luto e a dor na colmeia piscatória. Era uma relação de necessidade e de medo, a que a população, à falta de alternativas, se resignava. A construção do porto de pesca, em meados do século passado, veio suavizar e tornar mais próxima a relação do pescador (e, em geral, do poveiro) com o seu mar. A nova construção naval e a tecnologia nela aplicada ajudaram consideravelmente ao crescimento da segurança – quer na faina, quer na chegada a terra. Restava, ciclicamente, o assoreamento da barra e o reforço da segurança dos molhes, muito fustigados quando o mar lhes batia impiedosamente”, explicou Luís Diamantino.

Neste encontro foi ainda eleita a presidência da mesa para o biénio 2014-2016 - o Município de Esposende.

Veja a fotogaleria.
 

3º encontro da Rede Nacional da Cultura dos Mares e dos Rios

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

    

3.º Encontro da
REDE NACIONAL DA CULTURA DOS MARES E DOS RIOS
Biblioteca Municipal Rocha Peixoto, Póvoa de Varzim
30 de Maio de 2014, início às 14h30

INSCRIÇÃO ->

Convite (PDF) ->
Localização ->

CONVITE

Os Presidentes da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim e da Sociedade de Geografia de Lisboa têm a honra de convidar V. Exa. e sua Exma. Família para participarem no 3.º Encontro da Rede Nacional da Cultura do Mar, a realizar na Biblioteca Municipal “Rocha Peixoto” da Póvoa de Varzim (Rua Manuel Lopes) em 30 de Maio de 2014, com início às 14h00.

PROGRAMA

14h00 - Sessão de abertura pelo Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim e pelo Presidente da Sociedade de Geografia de Lisboa

14h10 - Evocação do Prof Doutor Henrique Souto

14h15 - Conferência de abertura pelo Doutor Luís Martins

14h45 - "Culturas marítimas e demonstração do seu acesso público pela Web” pela Mestre Sara Vidal Maia

15h00 - Balanço da experiência de descentralização da RNCMR pelo Município da Póvoa de Varzim - intervenções do Almirante José Bastos Saldanha, representante da Sociedade de Geografia de Lisboa, e do Dr Luís Diamantino, Vice Presidente da Camara Municipal da Póvoa de Varzim. Moderador: Abel Coentrão, Jornalista do Público.

15h45 - Debate

16h00 - Intervalo

16h30 - Eleição da Presidência da RNCMR para o biénio 2014-2016

17h30 - Sessão de encerramento

 

 

 

3º encontro da Rede Nacional da Cultura dos Mares e dos Rios

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

 


Pág. 1 de 3

Pesquisar

cmpv.jpg
cartaz_20_anos.jpg
DSC_2185[1].jpg

Em linha

Temos 23 visitantes em linha

Estatísticas

Membros : 35
Conteúdo : 287
Favoritos web : 49
Visualizações de conteúdos : 364183

Sindicância