Lancha Poveira

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Home Actividades No Mar
No Mar

LANCHA POVEIRA PROMOVE PROXIMIDADE ENTRE A NOSSA CIDADE E A GUARDA

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

No âmbito das comemorações dos 25 anos de atividade da Lancha Poveira “Fé em Deus”, a tripulação navegou até A Guarda (Galiza) no passado sábado, 15 de julho, regressando no domingo, dia 16.

O Vice-Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim esteve presente na chegada da Lancha a A Guarda, onde foi recebido pelo Alcaide e pela Conselheira do Turismo.

O autarca disse que recordaram a primeira viagem da Fé em Deus à Galiza, pouco depois de ter sido construída, há 25 anos, assinalando os vínculos históricos que ligam a comunidade piscatória poveira à de A Guarda, expressas, nomeadamente, nas siglas poveiras gravadas na capela do monte de Santa Tecla.

Luís Diamantino revelou que fez o convite ao Alcaide e à Conselheira do Turismo para que viesse à Póvoa de Varzim nas Festas de São Pedro porque “entendemos que temos que reatar os laços de amizade que sempre existiram entre os poveiros e os habitantes de A Guarda”.

Neste sentido, o Vice-Presidente transmitiu que “é uma forma de abrirmos esta estrada marítima”, acrescentando tratar-se de um município que também faz parte dos Caminhos de Santigo. Portanto, “temos aqui muitos pontos comuns que podemos vitalizar”.

Assim sendo, ficou já acordado que A Guarda será uma das cidades onde o Município poveiro irá promover as Festas de São Pedro através das ações promocionais que realiza. Por seu lado, o Município espanhol também virá à Póvoa de Varzim divulgar as suas festas.

O edil concluiu que “será uma cidade com a qual devemos manter estes laços de amizade e talvez aprofundar numa perspetiva de criar uma geminação que seria muito interessante. A cidade está muito próxima de nós, a uma hora de automóvel e a seis de Lancha Poveira”, constatou.

Fonte ->

 

A Lancha Poveira do Alto navegou até A Guardia

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

A Lancha Poveira do Alto navegou até A Guardia, para evocar a primeira viagem à Galiza, realizada em Outubro de 1991. Para cumprir o calendário das comemorações dos 25 anos da "Fé em Deus", a tripulação comandada pelo Mestre Agonia Areias saiu no passado sábado, do ancoradouro da marina, rumo a mares galegos.

in "A Voz da Póvoa" (19 de julho 2017). p. 16.

Galeria de imagens
fotos por José Peixoto

 

Lancha Poveira do Alto navega com Associação Cultural Póvoa Ontem e Hoje

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

No âmbito dos 25 anos da Lancha Poveira do Alto, a "Fé em Deus" vai navegar no próximo sábado, dia 9, levando a bordo alguns elementos da Associação Cultural Póvoa Ontem e Hoje.

 

A Lancha Poveira do Alto no VII Encontro de Embarcações Tradicionais de Esposende - Rio Cávado 2015

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

A Lancha Poveira do Alto vai participar no VII Encontro de Embarcações Tradicionais de Esposende – Rio Cávado 2015.

O evento a decorrer de 29 a 31 de Maio, no estuário do Rio Cávado conta com dezenas de embarcações de várias zonas do país e da vizinha Galícia.

O Programa integra um desfile de embarcações tradicionais nas manhãs de sábado e de domingo e passeios a bordo de algumas embarcações.

No domingo, depois do almoço de confraternização entre as tripulações, há a entrega dos diplomas de participação aos mestres e responsáveis por cada uma das embarcações participantes.

Esta é a 1ª viagem da Lancha Poveira e da tripulação após ter estado vários meses no Estaleiro para reparações profundas no casco e depois de ter recebido o renovado material de segurança que permite efetuar viagens cumprindo todos os requisitos legais.

 

PROGRAMA
VII Encontro de Embarcações Tradicionais de ESPOSENDE
- Rio Cávado 2015

Dia 29 de maio
17h00 | 20h00 - Chegada das embarcações
20h30 - Jantar no Colégio D. Pedro V 
21h30 - Sessão de boas vindas que inclui vídeo do VII Encontro de Embarcações

Dia 30 de maio
9h00 | 10h00 - Recepção às embarcações e entrega de acreditações às tripulações 
10h00 | 13h00 - Desfile de embarcações tradicionais no estuário do Rio Cávado
Passeios a bordo das embarcações tradicionais.
Local de embarque, a partir das 11h00: Cais junto ao Centro de Atividades Náuticas
13h30 - Almoço 
16h00 - “Conhecer Esposende: roteiro de visita com degustação de produtos locais” 
20h00 - Jantar 
21h30 - Tertúlia no Centro de Atividades Náuticas

Dia 31 de maio
10h00 | 13h00 - Desfile de embarcações tradicionais no estuário do Rio Cávado
14h00 - Almoço e entrega de diplomas

De 29 a 31 de Maio 2015
Esposende - Rio Cávado 2015

 

Viagem a EB 2.3 S. Pedro de Rates

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

No dia 8 de Junho de 2013 a Lancha Poveira do Alto - "Fé em Deus", viajou ao largo da costa da Póvoa de Varzim com aluno da EB 2.3 de S. Pedro de Rates. Veja aqui algumas imagens.

   

Renascer Para Navegar

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

Renascer para navegar
por José Peixoto

A 27 de Fevereiro de 1991 dava-se o levantamento da quilha no picadeiro. Data da maior tragédia marítima para a colmeia piscatória poveira acontecida em 1892. Seis meses e alguns dias depois, a 15 de Setembro de 1991, cerca de duas mil pessoas testemunhavam o Bota-Abaixo. Ou seja a condução do barco de onde está varado até à linha da maré.na enseada do Porto de Pesca.

A Voz da Póvoa, na sua edição de 19 de Setembro de 1991, deu a toda a primeira página uma fotografia da Lancha Poveira e um só título “BOTA-ABAIXO”. Nas duas páginas dedicadas ao acontecimento podia ler-se: “fruto de uma ideia de Manuel Lopes, director do Museu Municipal de Etnografia e História, e da sua persistência, a cerimónia do «Bota-Abaixo» da Lancha «Fé em Deus» constituiu igualmente o resultado da vontade colectiva.

Câmara Municipal, Clube Naval Povoense e classe piscatória deram as mãos, unindo esforços para a recuperação deste tesouro cultural”. Concretizava-se o sonho e retomava-se o saber-fazer de uma embarcação que simboliza e identifica toda uma comunidade.

Para que a vontade nunca esmoreça, a “Fé em Deus” festejou, sábado, os 21 anos de navegações, com mais uma saída ao mar da Póvoa. Manuel Costa, director da Biblioteca Municipal da Póvoa de Varzim, juntou-se à tripulação comandada pelo mestre Agonia Areias, que desde a primeira hora é o homem do leme da lancha poveira do alto.

O mar recebeu a “Fé em Deus” com a inquietude própria das marés que chamam o Outono, mas o vento compareceu sem vontade de agarrar o pano. Ancorada no seu ninho de água, a lancha desdeixou o mar. Mas promete voltar porque «a Lancha Poveira renasceu para navegar».

Ver mais aqui ->

Ficheiro PDF ->

 

A Lancha Poveira Navegou Até Santiago de Compostela

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

A Lancha Poveira sempre a navegar
por José Peixoto

 

O vento dormia sossegado e a noite embaciou o dia de nevoeiro. Faltava um quarto para as seis da manhã, quando a Lancha Poveira do Alto se fez ao mar, rumo a Santiago de Compostela.

Pouco depois o motor assobiou, a temperatura subiu e o coração dos tripulantes balanceou mais que a “Fé em Deus”. Uma verificação ao óleo, refrigeração e outros ais possíveis, não revelaram qualquer anomalia. O mestre reduziu as rotações e a viagem voltou a ganhar rumo, sem mais queixas do motor.

A manhã nasceu com vista curta. Um mar cinzento da cor do tempo, tão igual que se confundia com o céu. Quando o nevoeiro abriu um pouco a costa aproximou-se dos olhos. A meio da manhã o vento acordou e a vela subiu no mastro.

O tempo não vive de esperas, aproximava-se o meio-dia e a lancha aportava em Lá Guardia. O cais encheu-se de curiosos e perguntadores. Os mais velhos recordavam as lanchas do antigamente, ancoradas à espera do vento norte. Era o tempo em que o pescador poveiro subia o monte de Santa Tecla para virar a telha na capela (virar o norte) e gravar as siglas da embarcação na porta do templo.

Esta paragem de meia hora serviu para o tripulante José Ferreira carimbar, no Ajuntamento, as credenciais do peregrino. O mesmo aconteceria em Carril, Padrón e Santiago.

Reportagem desenvolvida, com todas as fotos, na edição desta semana..

Ver mais aqui ->

 

 

FÉ EM DEUS a navegar no 1º encontro de embarcações tradicionais da Póvoa de Varzim

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

 

1.º Encontro de Embarcações Tradicionais da Póvoa de Varzim.
Pequeno e raro filme da lancha poveira do alto "Fé em Deus" filmada do exterior a navegar.

Imagens: José Peixoto
Edição: António Fangueiro

 

   

O vigor da Lancha Poveira do Alto, após 21 anos

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

A anteriormente referida viagem da lancha poveira do alto “Fé em Deus” à Galiza, correu bem. Partimos da Póvoa cerca das 5:30 da manhã do dia 27 e foram doze horas e meia de viagem. O tempo sempre se manteve muito carregado, de um cinzento que misturava céu e mar numa única tonalidade. Após passagem da fronteira marítima, entramos no porto d´A Guarda para uma pausa rápida, porto esse também com grande tradição nas grandes lanchas de pesca volanteiras.

Chegamos então a Carril com o sol já baixo, e aí passamos a primeira noite, saíndo na manhã seguinte bem cedo, de novo a navegar, rio Ulla acima até Padrón, viagem de cerca de duas horas, só a motor e com a ajuda de um “piloto” local.

Após o regresso de novo a Carril e a um tardio almoço, aproveitamos o sol de fim de tarde para navegar para o porto de Ribeira, onde atracamos na marina, jantamos e dormimos a bordo da lancha. A noite esteve ventosa e fria, mas para quem escolheu dormir numa pana (bancos intermédios destas embarcações), como eu, o abrigo foi excelente, não se sentindo qualquer ponta de vento ou frio.

Ver a notícia completa no blogue
CAXINAS de "Lugar" a Freguesia ->

 


Pág. 1 de 6

Pesquisar

cmpv.jpg
cartaz_20_anos.jpg
construcao002.jpg

Em linha

Temos 15 visitantes em linha

Estatísticas

Membros : 37
Conteúdo : 288
Favoritos web : 49
Visualizações de conteúdos : 492177

Sindicância