Lancha Poveira

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Home Actividades Em Terra
Em Terra

LANCHA FESTEJA 25 ANOS

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

A Lancha Poveira do Alto Fé em Deus completa 25 anos.

O programa das comemorações do aniversário foi apresentado ontem pelo Vice-Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Luís Diamantino.

A Lancha, segundo o autarca, “é aquilo que mais nos identifica enquanto poveiros. Não só como o ícone que é mas pelas características que revela acerca dos poveiros: corajosos e arrojados”. Para Luís Diamantino, a Lancha é um museu que anda no mar, que leva a Póvoa a muitos sítios da costa portuguesa e da Galiza.

Quanto ao programa de comemorações, o Vice-Presidente afirmou que irá focar-se muito nas escolas, valorizar a proximidade com as crianças para que elas conheçam a história da sua cidade. Jogos didáticos e trabalhos coordenados pelos professores são duas das formas que pretendemos efetuar ao longo do próximo ano letivo. O primeiro passo dado neste sentido foi o lançamento de um concurso na Escola Secundária Rocha Peixoto para a criação de um cartaz de promoção ao aniversário. Bruno Faria, de 17 anos, venceu o concurso e teve a oportunidade de explicar como chegou à imagem final: “primeiro tive de investigar mais sobre a Lancha, que já conhecia por ser poveiro, o que fez com que me interessasse mais por este projeto. Depois foi despender muitas horas até estar satisfeito com o resultado. Não estava à espera de vencer porque os meus colegas também apresentaram trabalhos muito bons”.

A ata do júri do concurso está disponível aqui.

O primeiro evento no âmbito das comemorações irá acontecer no Dia da Cidade, a 16 de junho, com a atribuição da Medalha de Reconhecimento Poveiro ao Mestre Agonia Areias. A este respeito, o Mestre afirmou que é uma honra para toda a tripulação: “a bordo, todos têm uma função. O mestre dirige, mas não pode fazer tudo. Portanto, o que me vai ser atribuído não é meu. É de todos nós”. O Mestre confessou que não acreditava que este projeto durasse tantos anos: “ainda acho que é mentira. Aceitei o desafio como uma brincadeira mas os dias foram passando, os anos foram passando e chegamos aos 25 anos. Tenho um prazer enorme em andar à vela. Enquanto puder vou continuar a dar o meu contributo. E sempre sem deixar o leme. Nunca abandono o meu posto. Se ela navegar 15 horas, vou ao leme 15 horas. Se navegar 30 horas, vou 30”.

A restante programação inclui passeios na Lancha durante a segunda quinzena de junho; a participação em encontros de embarcações na Galiza durante o mês de julho; atividades nas Bibliotecas de Praia em parceria com o Clube Naval Povoense durante o mês de agosto; evocação do “bota-abaixo”, abertura da exposição de modelos de Lanchas pelo Mestre Agonia Areias, apresentação do livro Os braços da Lancha, de José Peixoto, aposição do carimbo e do selo comemorativos com a Associação Poveira de Colecionismo, tudo isto no dia 15 de setembro; o seminário “Educar para o Ptrimónio II – desenhar, construir e navegar. Preservação da memória das artes da construção naval”, no dia 30 de setembro; comemoração do Dia Nacional do Mar, a 16d e novembro; conferência “Ecos do naufrágio na vida local e na imprensa”, por José de Azevedo, no dia 27 de fevereiro, por altura dos 125 anos do naufrágio de 1892.

Veja a fotogaleria.

 

Conferência "Evocação da tragédia de 27 de Fevereiro de 1892"

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

 

 

II Seminário “Mar, Educação e Património” - inscrição

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

II Seminário "Mar, Educação e Património"

nas comemorações dos 25 anos da Lancha Poveira do Alto "Fé em Deus"

Dia 30 de setembro 2016, 14h-17h30

Na Biblioteca Municipal Rocha Peixoto

 

 

<iframe src="https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSf9N3KuD7qF_8Yn9Lhli3Rnp8907L22FN8QWEr8uFcA-mjjsA/viewform?embedded=true" width="385" height="500" frameborder="0" marginheight="0" marginwidth="0">A carregar...</iframe>

 

II Seminário “Mar, Educação e Património”

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

 

As comemorações dos 25 anos do projeto da Lancha Poveira do Alto Fé em Deus promovidas pelo Município da Póvoa de Varzim integram várias iniciativas.

Na tarde do próximo dia 30 de Setembro de 2016, a Biblioteca Municipal Rocha Peixoto realiza a 2ª edição do Seminário “Mar, Educação e Património”, abordando vários temas e incluindo a apresentação de projetos educativos feitos em parceria com as escolas.

Este seminário está integrado nas comemorações dos 25 anos do projeto da Lancha Poveira do Alto Fé em Deus e visa partilhar conhecimentos e experiências sobre o trabalho que investigadores e profissionais de bibliotecas, arquivos, museus e escolas desenvolvem sobre património marítimo e cultura do mar.

Esta edição conta com a colaboração de vários especialistas, cujas comunicações se irão centrar nos seguintes temas: a memória, as literacias, a conservação e o acesso à informação na era digital, bem como o papel das escolas na formação de competências ligadas à preservação do património marítimo.

Contaremos com os contributos de José Bastos Saldanha (Sociedade de Geografia de Lisboa), Manuela Barreto Nunes (Universidade Portucalense), Luís Martins (IELT/Universidade Nova de Lisboa), Fátima Claudino (Comissão Nacional da UNESCO, Rede das Escolas e Bibliotecas Associadas da UNESCO), Ivone Magalhães (Museu Municipal de Esposende e Presidência da Rede Nacional da Cultura dos Mares e dos Rios), Luísa Salgado (Professora do 1º ciclo), Ana Simão (Professora Bibliotecária da Escola E.B. 2-3 Dr. Flávio Gonçalves), Albina Maia (Professora Bibliotecária da Escola Secundária de Rocha Peixoto) e Manuel Costa (Biblioteca Municipal Rocha Peixoto e projeto da Lancha Poveira).

A inscrição é gratuita (mas obrigatória)

 


Programa

14h00 - Receção dos participantes

14h15 - Sessão de abertura

14h30 - 1º PAINEL: LITERACIAS DO MAR

As literacias do mar no séc. XXI (titulo provisório) - José Bastos Saldanha (Sociedade de Geografia de Lisboa/ Rede Nacional da Cultura dos Mares e dos Rios)

Memórias do mar: conservação e acesso na era digital - Manuela Barreto Nunes (Universidade Portucalense)

Moderação: Fátima Claudino (Comissão Nacional da UNESCO/Rede das Escolas e Bibliotecas associadas da UNESCO)

16h00 - Intervalo

16h30 - 2º PAINEL: PROJETOS EDUCATIVOS EM PARCERIA

Aprender e Marear na Lancha Poveira – Luísa Salgado (Professora do 1º ciclo)/Manuel Costa (Biblioteca Municipal Rocha Peixoto)

A Flávio descobre o Mar - Ana Simão (Professora Bibliotecária da Escola E.B. 2/3 Dr. Flávio Gonçalves)

Lembrar (d)o Mar na Escola Secundária Rocha Peixoto - Albina Maia (Professora Bibliotecária da Escola Secundária de Rocha Peixoto)

Moderação: Ivone Magalhães (Museu Municipal de Esposende e Presidência da Rede Nacional da Cultura dos Mares e dos Rios)

17h30 - CONCLUSÕES - Luís Martins (IELT/Universidade Nova de Lisboa)

17h45 ENCERRAMENTO – Luís Diamantino Carvalho Batista (Vereador da Educação e da Cultura e Vice Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim)

INSCRIÇÃO aqui->

Dia 30 de setembro 2016, 14h-17h30
Na Biblioteca Municipal Rocha Peixoto

 

Comemorações dos 25 anos da Lancha Poveira do Alto - "Fé em Deus"

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

O Município da Póvoa de Varzim está a assinalar as comemorações dos 25 anos da Fé em Deus Lancha Poveira do Alto com várias iniciativas.

No próximo dia 15 de Setembro, pelas 17h, na Biblioteca Municipal Rocha Peixoto serão realizadas várias atividades integradas nestas comemorações. Haverá uma Sessão Filatélica, com a aposição do carimbo e do selo comemorativos num postal editado em parceria com a Associação Poveira de Colecionismo. Haverá uma sessão evocativa do bota abaixo da "Fé em Deus", com o visionamento do filme desse evento registado há 15 anos e com a partilha de testemunhos de quem esteve envolvido nesse momento inesquecível. Libânia Feiteira Ferreira voltará a declamar a Ladainha das lanchas, tal como fez há 25 anos.

Será ainda aberta a Exposição de miniaturas de embarcações em madeira feitas pelo Mestre da Fé em Deus, Manuel Agonia. São réplicas de embarcações que fazem parte do seu espólio e que estão ligadas à sua vida como marítimo.

As lanchas poveiras são embarcações de pesca tradicional de origem secular e desapareceram nos anos 50 do século passado. Em 1991 foi construída esta réplica da Fé em Deus, respeitando as normas e os modelos tradicionais e, desde então, esta embarcação tradicional tornou-se numa verdadeira escola da memória e um símbolo maior da Póvoa de Varzim.

 

Sessão de apresentação pública das Comemorações dos 25 anos da Lancha Poveira “Fé em Deus”

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

Sessão de apresentação pública das Comemorações dos 25 anos da Lancha Poveira “Fé em Deus”

No Dia do Pescador, 31 de Maio, será apresentada a programação e os parceiros das Comemorações dos 25 anos da Lancha Poveira “Fé em Deus”, com a entrega do prémio do concurso do cartaz das comemorações dirigido aos alunos das escolas secundárias da Póvoa de Varzim, sendo vencedor o aluno Bruno Nascimento de Faria, estudante do 11º ano do curso de Design Gráfico da Escola Secundaria Rocha Peixoto.

Dia 31 de Maio 2016, terça, 18h30

Salão Nobre dos Paços do Concelho

Veja aqui a galeria de imagens ->

 

Documentário sobre a Lancha estreou no Garrett

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

DOCUMENTÁRIO SOBRE LANCHA POVEIRA ESTREOU NO GARRETT

Póvoa de Varzim, 16.06.2015 (link)

No âmbito das comemorações do Dia da Cidade que hoje se assinala, foi exibido, ontem à noite, no Cine-Teatro Garrett, o documentário "Os Braços da Lancha".

O filme é assinado por Manuel Martins, José Peixoto e Paulo Pinto. O caminho marítimo até Padrón, Santiago de Compostela, realizado em julho de 2012, foi a divisa que abriu o cenário e deu origem ao Documentário.

A plateia do Garrett encheu-se de poveiros que não quiseram perder a oportunidade de assistir a esta estreia. Destaque para a presença do Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Aires Pereira, e do Vice-Presidente, Luís Diamantino.

Manuel Martins, José Peixoto, Manuel Costa, bem como o mestre e toda a tripulação da Lancha Poveira estiveram presentes. Veja a fotogaleria.

Levar por mar a Lancha Poveira “Fé Em Deus” até Santiago, era um velho sonho de Manuel Lopes antigo diretor da Biblioteca Municipal da Póvoa de Varzim. O seu desaparecimento em agosto de 2006, levou o mestre Agonia Areias e a sua tripulação a reunir as vontades com o atual director da Biblioteca Manuel Costa, no sentido de efetuar a viagem. O projeto foi amadurecendo e com o apoio incondicional da Câmara Municipal o sonho de Manuel Lopes tornou-se realidade.

 

Apresentação do Filme Documental "Os braços da lancha"

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

Apresentação do Filme Documental "Os braços da lancha"
No Cine-teatro Garrett
Dia 15 de Junho 2015, 21h30

Os Braços da Lancha
José Peixoto

“Os Braços da Lancha” documenta uma viagem por mar, ria e rio, até Padrón, Santiago de Compostela, na Galiza. Mas acima de tudo é uma homenagem a todas as pessoas que de uma forma ou de outra colaboraram e colaboram para tornar navegáveis as palavras de Manuel Lopes: Há-de a Lancha ser a escola.

A escola da memória
A Lancha Poveira do Alto é um barco de boca aberta, de quilha, roda de proa e cadaste. Arma uma grande vela de pendão de amurar à proa. Como não dispõe de patilhão, um leme alteado assegura essa função. A “Fé em Deus” foi reconstruída segundo normas e modelos tradicionais locais e representa uma das últimas lanchas poveiras a ir ao mar na década de cinquenta do século passado.

O início da construção deu-se a 27 de Fevereiro de 1991, com o levantamento da quilha no picadeiro e o bota-abaixo a 15 de Setembro do mesmo ano. Está por isso a caminho de completar 24 anos.

O sonho de voltar a ver a Lancha Poveira a navegar sempre se achou na memória de velhos pescadores, mas a ideia da sua reconstrução deve-se a Manuel Lopes, na altura, director do Museu Municipal de Etnografia e História e da Biblioteca Municipal da Póvoa de Varzim, que lança o repto no início dos anos oitenta do século passado. Alberto Marta e Silva Pereira, à data Presidentes do Clube Naval Povoense e da Assembleia Geral, também se envolveram e apoiaram incondicionalmente o projecto.

Fazer por mar com a Lancha Poveira o caminho até Santiago de Compostela, foi sempre uma vontade adiada de Manuel Lopes. Com o seu desaparecimento em Agosto de 2006, o actual director da Biblioteca e coordenador do projecto Lancha Poveira do Alto Manuel Costa, mestre Agonia Areias e a sua tripulação, deram corda ao ausente e reunidas as vontades, com o apoio incondicional da Câmara Municipal, concretizaram o sonho em Julho de 2012. Com o objectivo de documentar a viagem da “Fé Em Deus”, Manuel Martins e José Peixoto recolheram as imagens, os sons e as palavras, e com Paulo Pinto realizaram o Documentário “Os Braços da Lancha”.

Os Braços da Lancha (Tripulação)
Mestre Agonia Areias, Carlos Flores, Vitor Castro, José Ferreira, Bruno Ferreira, Agostinho Martins, José Peixoto, Victor Fernandes, Vitoriano Ramos, João Castro, Ricardo Ferreira, Abraão Cruz, António Fangueiro, Francisco Rosa, Manuel Mata, Carlos Teixeira e João Pereira.

Um filme de: Manuel Martins, José Peixoto, Paulo Pinto
Produção: Manuel Martins
Imagens de: Manuel Martins, Paulo Pinto, Rita Rocha
Edição: Paulo Pinto, Manuel Martins
Som: Pedro Balazeiro
Música: José Peixoto, Tiago Pereira, Colectivo Silêncio da Gaveta
Poemas: João Rios, ANtónio Nogre, Intrepretação (Aurelino Costa)
Ilustração: Arménio Torres
Design: Pedro Bolito
Apoio: Câmara Municipal da Póvoa de Varzim

 

Comemoração do Dia do Pescador | Artes & Ofícios

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

Comemoração do Dia do Pescador 
Artes & Ofícios
Encontro com... o Mestre Manuel Vareiro

No dia 31 de Maio comemora-se o Dia do Pescador.

O Dia do Pescador foi instituído no ano de 1997, por decreto governamental com o objetivo de reavivar um setor com uma importância fundamental para o país.

Para assinalar esta data, a Biblioteca Municipal Rocha Peixoto, em colaboração com a FOR-MAR, Centro de Formação Profissional das Pescas e do Mar - Pólo de Póvoa de Varzim /Vila do Conde promove a iniciativa Artes & Ofícios, com o Mestre Manuel Fernando Vareiro e quatro formados do Curso de Pescador - Obtenção de Cédula Marítima para darem a conhecer a faina da pesca, a vida do pescador, os apetrechos marítimos, as embarcações de pesca e os vários tipos de redes de pesca.

Os formandos participantes são: Maria da Assunção Maio Pereira, Paula Marisa Moreira da Silva, Paulo Sérgio Fangueiro Terroso e Igor André da Costa Lopes.

Nesta sessão direcionada para o público infanto juvenil vão ser exemplificadas a confecção de diferentes artes de pesca, demonstrando várias "armadilhas" de captura e as várias redes na pesca. Também serão partilhadas as experiências e as motivações para a profissão de pescador.

Dia 29 de Maio, sexta-feira, 15h00

Na Biblioteca Municipal

 

Comemoração do Dia do Pescador - Encontro com Mestre José Festas

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

O MESTRE JOSÉ FESTAS, Presidente da Associação Pró Maior Segurança dos Homens do Mar promoverá uma sessão na Escola Secundária de Rocha Peixoto para os alunos do ensino secundário, do curso Higiene e Segurança no Trabalho, no dia 31 de maio, pelas 15h00. Será projectado um vídeo sobre a Segurança no Mar.

Os objectivos da APMSHM são os seguintes

  • Constituída a 17 de maio de 2007 a Associação Pró-Maior Segurança dos Homens do Mar, com sede na Zona Portuária Molhe Norte, da freguesia e concelho da Póvoa de Varzim. A Associação tem por objeto a análise e a apresentação de medidas ligadas à segurança no trabalho de armadores, pescadores e outros profissionais e não profissionais ligados à vida do mar, lutando pela consequente implementação destas medidas junto de quem de direito.
  • Podem ser admitidos como associados todos os pescadores e armadores interessados, bem como todas as pessoas que queiram contribuir a nível pessoal ou material para os fins desta Associação, independentemente da residência e origem, desde que sejam maiores de 16 anos.

 

Na sua MISSÃO preconizam

  • Promover o esclarecimento dos associados;
  • Fomentar o desenvolvimento de medidas ligadas à segurança no trabalho de armadores, pescadores, e outros profissionais e não profissionais ligados à vida do mar, lutando pela consequente implementação destas medidas junto de quem de direito;
  • Colaborar com as entidades na definição das políticas sectoriais;
  • Estruturar e desenvolver ferramentas de trabalho comuns para os empresários e toda a cadeia piscatória da região.

 

Comemoração do Dia do Pescador ARTES & OFÍCIOS

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

Comemoração do Dia do Pescador
ARTES & OFÍCIOS
Encontro com Mestre Jerónimo Viana
A vida no mar
Dia 31 de Maio, sexta-feira, 14h30€
Na Biblioteca Municipal

No dia 31 de maio comemora-se o Dia do Pescador.

O Dia do Pescador foi instituído no ano de 1997, por decreto governamental com o objectivo de reavivar um sector com uma importância fundamental para o país.

Cada vez mais, devemos enaltecer o trabalho destes profissionais que se dedicam à vida no mar, na actividade piscatória, e que na rudeza dos seus dias de trabalho batalham para o sustento das suas famílias.

Para assinalar esta data, a Biblioteca Municipal Rocha Peixoto promove a iniciativa Artes & Ofícios, com o Mestre Jerónimo Viana. Jerónimo Viana tem 52 anos, é Armador, Mestre costeiro, falará de histórias da vida no mar e de todos aqueles que fazem da pesca a sua vida.

É Director estatutário da Mútua dos Pescadores, Formador de Marinharia Prática na FOR-MAR, Centro de Formação Profissional das Pescas e do Mar, Vice-Presidente da Associação de Armadores APROPESCA.

Nesta sessão direcionada para o público infanto-juvenil será apresentado um Vídeo que retrata a faina da pesca, a vida do pescador, os apetrechos marítimos, as embarcações de pesca e tratadas questões relacionadas com a segurança no mar e sensibilização das crianças para o consumo de peixe.

 


Pág. 1 de 4

Pesquisar

cmpv.jpg
cartaz_20_anos.jpg
DSC_0032.JPG

Em linha

Temos 25 visitantes em linha

Estatísticas

Membros : 34
Conteúdo : 285
Favoritos web : 49
Visualizações de conteúdos : 344191

Sindicância