Lancha Poveira

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Home Actividades Em Terra
Em Terra

"Histórias de mar" - apresentação do filme -

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

O projecto “Histórias do Mar” realizado pelos alunos do Curso Profissional de Animador Sociocultural, da Escola Secundária Rocha Peixoto, em parceria com a Biblioteca Municipal Rocha Peixoto, integrou o registo de entrevistas realizadas a pessoas cujas profissões estão relacionadas com o Mar.

“Histórias de mar” é um conjunto de memórias quase tristes, quase alegres, quase anónimas...

Salgadas como o mar que as une, são histórias recolhidas pelos alunos do 10ºano do Curso Profissional de Animador Sociocultural.

16, 17, 18 anos de vida e um desafio: fixar as lembranças de um tempo onde não estiveram, com meios que então não existiam – as tecnologias multimédia.

O resultado foi este mergulho no mar da Póvoa, no meio de areia e argaço, à procura destas recordações de infância, de trabalho… de outras vivências. E tal como a espuma das ondas, muitas histórias se perdem para que outras possam fazer lembrar os usos, os costumes... as vidas.

PROCESSO

Fase 1
< Elaboração do Guião e Planificação do Projeto >

Fase 2
< Contacto com os possíveis intervenientes e Realização das Entrevistas >

Fase 3
< Seleção e Edição do material recolhido. Organização do Produto Final >

Fase 4
< Tratamento informático da informação e pesquisa de material complementar >

Entrevistados

Fátima Sobrinho - Fernanda Rei - Fernando Barros - Firmino Carvalho Florinda Novo - Guilherminda Cunha - José Figueiredo - José Flores - Maria Alice Santos - Maria de Fátima Henriques - Maria Erzília Costa - Maria Gomes dos Santos - Maria José Rodrigues - Maria Ribeiro Pinto

PROGRAMA

- Visionamento do Filme
. I Parte – A Pesca (Testemunhos de antigos Homens do Mar)
. II Parte – Atividades ligadas ao Mar (Apanha do Sargaço > Trabalhos na Areia > O Pescado)
. III Parte – Tradições ligadas ao Mar (Actividades de lazer)

- Apresentação do Projeto

- Testemunhos / Debate

- Encerramento

Organização: Pelouro da Cultura – Biblioteca Municipal, Escola Secundária Rocha Peixoto e Animadores da Rocha

Entrada livre

 

"Histórias de mar" - apresentação do filme

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

 

Dia do Pescador 2012 - Programa

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

Programa

Oficina de Modelismo Naval - embarcações tradicionais poveiras com António Fangueiro
9h - 12h30 / 14h - 17h30
Na Biblioteca Diana-Bar

Apresentação do Projecto "Património Marítimo - aprender e marear na Lancha Poveira"
da Biblioteca Municipal em parceria com a Escola EB1/JI do Século
21h30
Na Biblioteca Diana-Bar

 

 

Dia do Pescador 2012

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

 

A primeira faina da Lancha

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

A PRIMEIRA FAINA DA LANCHA
por José Peixoto

Arrancaram os preparativos para a primeira saída do ano da lancha poveira do alto, “Fé em Deus”. No passado dia 21 de Abril a tripulação deu início aos trabalhos de manutenção, que se basearam na substituição de cabos da vela. Outra das operações foi o transporte do mastro e da verga para a água onde se vão embeber junto à lancha no ancoradouro. Estes equipamentos estavam guardados no hangar do Clube Naval.

Como se trata de uma embarcação tradicional, o mestre da lancha poveira, Agonia Areias, explicou, como no passado, os pescadores davam o nome a cada cabo substituído: “pusemos os cabos dos cassoiros novos, trata-se do cabo que agarra com alguma folga a verga ao mastro.

Os cassoilos são umas pequenas bolas de madeira, que armam em rosário no chicote do inçadouro, que rodam sobre o mastro quando se iça ou desce a vela. Foi substituído o cabo da testa que fica pela frente da vela e passa pelas malhas exteriores da asa, numa extensão de três a quatro metros. Este cabo nunca pode rebentar porque rasga a vela. Foi também substituída a escota que é o cabo que agarra a vela ao leme”.

A Voz da Póvoa (2 Maio 2012), p. 15.

URL -> | PDF ->

 

Exposição do pintura "A força da Lancha Poveira"

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

Cartaz da exposiçãoExposição de pintura da autoria de Vitor Carneiro.

Patente na Biblioteca de Praia Diana-Bar, de 2 a 30 de Setembro de 2011.

 

In Memoriam - Manuel Lopes

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

Convite in memoriam - Manuel Lopes

Sessão evocativa In Memoriam a Manuel Lopes, realizada no âmbito do 1º Encontro de Embarcações Tradicionais da Póvoa de Varzim.
Às 21h30, na Biblioteca Diana-Bar

Projecção de vídeo evocativo a Manuel Lopes

Espectáculo poético e musical "apalavrar o mar"
pelo Colectivo Silêncio da Gaveta
pelas 22h00

Intervenções de
Vitor Fernandez | Presidente da Federación Galega pola Cultura Marítima
Ivone Magalhães | Directora do Museu Municipal de Esposende
Luís Diamantino | Vereador do Pelouro da Cultura da Póvoa de Varzim

 

 

 

Exposição de fotografia "A vida é assim" de Rita Rocha

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

Exposição de fotografia "A vida é assim" de Rita Rocha

Patente na galeria da Biblioteca Municipal Rocha Peixoto.

 

De 2 a 24 de Setembro de 2011.

 

Construção da Lancha Poveira do Alto

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

Construção da Lancha Poveira do Alto, trabalhos iniciados a 27 de Fevereiro de 1991 com a organização do Clube Naval Povoense.
Os trabalhos começaram com o levantamento da quilha no picadeiro. Fez-se a montagem da estada, seguindo-se a aprumagem da roda de proa e a colocação das primeiras cavernas. Com a traçagem das cavernas na sala do risco faz-se o plano geométrico da lancha, do papel para a grandeza. seguindo-se a explicitação da origem das formas. Não se esqueceram as tradições, os rituais sociais de protecção mágica e religiosa. procedeu-se à pregagem ritual da caverna mestra por um velho pescador, seguiu-se a colocação do alho porro, no alto do capelo e da cruz na ré. Por fim fez-se o entalhamento do sanselimão e de uma moeda debaixo da caverna.

 

I Congresso Mediterrânico de Etnologia Histórica

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

I Congresso Mediterrânico de Etnologia HistóricaI Congresso Mediterrânico de Etnologia Histórica: A Identidade Mediterrânica. Realizado na Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa, entre 4 e 8 de Novembro de 1991, organizado pelo Instituto Mediterrânico, Departamento de Sociologia da Faculdade de Ciências Sociais e HumanasUniversidade Nova de Lisboa.

 

Programa (pdf) (pdf) (pdf) (pdf)

 

Exposição Dois Barcos e Um só Mar

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
AddThis Social Bookmark Button

Exposição Dois Barcos e Um só MarExposição Dois Barcos e Um só Mar: “Dorna Galega” / “Lancha Poveira”, inserida na Celebração do Dia Nacional do Mar. Evento realizado na Biblioteca Municipal Rocha Peixoto, na Póvoa de Varzim a 16 de Novembro de 2004.

 

Catálogo (pdf)

 

 


Pág. 3 de 4

Pesquisar

cmpv.jpg
cartaz_20_anos.jpg
lancha001.jpg

Em linha

Temos 10 visitantes em linha

Estatísticas

Membros : 37
Conteúdo : 289
Favoritos web : 49
Visualizações de conteúdos : 543500

Sindicância