Implantação da República Portuguesa na Póvoa de Varzim

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Entrada Cronologia

Cronologia nacional

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

1875
Fundação do Partido Socialista

1876
Fundação do Partido Republicano Português

1878       
Instalação das primeiras iluminações eléctricas em Lisboa.
 
1880-06-10
Comemorações do Tricentenário da morte de Camões, promovido por uma comissão executiva presidida pelo visconde de Juromenha, mas dirigida por Teófilo Braga, e de que faziam parte  Ramalho Ortigão, Pinheiro Chagas, Magalhães Lima, Eduardo Coelho, Batalha Reis e Rodrigues da Costa. Neste mesmo dia realizou-se um grande cortejo cívico em Lisboa.

1882-05-08
Comemorações do Centenário do Marquês de Pombal, em Lisboa, Porto e Coimbra. Promovida por uma comissão de mais de cinquenta membros, integrando Pares, Deputados e funcionários da Câmara Municipal de Lisboa, e presidida por Rodrigues Sampaio. As comemorações tornaram-se  meios de propaganda republicana e anticlerical, dando origem a manifestações anti-jesuítas.

1884       
Conferência de Berlim (1884-1885) consagra o princípio da ocupação efectiva dos territórios coloniais e liberdade de comércio na bacia convencional do Congo.
Tags: Crise do Liberalismo Política e Administração Colonial 

1885-09-25       
A construção do caminho-de-ferro Luanda-Ambaca, é adjudicada à Real Companhia dos Caminhos de Ferro através de África.

1886       
Mapa Cor-de-Rosa. Ilustra dois tratados assinados entre Portugal, França (Maio) e Alemanha (Dezembro).

1888-04-20       
Assinatura do contrato de construção das obras do porto de Lisboa, com o construtor francês Hildenert Hersent.

1890-01-11       
Ultimatum Britânico.

1890-05-01       
Comemoração, pela primeira vez, do 1.º de Maio em Lisboa.

1890-10-29       
Modus Vivendi.

1891-01-05       
Congresso do Partido Republicano. É aprovado o programa oficial do partido.

1891-01-31       
Tentativa de implantação da República no Porto.

1891-04-14       
Regulamentação do trabalho das mulheres e crianças na indústria.

1891-05-07       
Crise económica, política e financeira. Após autorização governamental o Banco de Portugal suspende a conversão de notas em ouro.

1891-06       
Congresso de Coimbra do Partido Socialista Português.

1892-01-30       
Publicação de medidas de saneamento financeiro da autoria de Oliveira Martins.

1893       
Instalação de iluminação pública em Braga

1894       
Instalação da iluminação pública em Vila Real. A pequena central eléctrica instalada no rio Corgo permitia iluminar a sede do concelho. A falta de caudal do rio gorou a iniciativa.

1895       
Inauguração, no Porto, da primeira linha de tracção eléctrica urbana, entre Massarelos e a Cordoaria.

1896       
A Fábrica das Moagens Gomes, construída na Cova da Piedade, entre 1896 e 1898, é a primeira construção de betão armado de que há referência em Portugal.
 
1897-08       
Constituição da Carbonária Portuguesa.

1899-07-26       
É publicada a Lei dos Cereais, também conhecida por Lei da Fome.

1899-10-14       
Assinatura do Tratado de Windsor entre Portugal e a Inglaterra.

1901       
Lisboa. Construção da Central de Santos.

1901-04-14       
Constituição do Centro Nacional Académico, mais tarde Centro Académico de Democracia Cristã de Coimbra.

1901-07-05       
Adolfo Ferreira de Loureiro foi encarregado do estudo da realidade portuária nacional. O Governo pretendia conhecer-se, de modo tão completo quanto possível, as condições de todos os portos marítimos e fluviais existentes no País e nas ilhas adjacentes, Açores e Madeira, bem como as suas debilidades e potencialidades. Considerou-se igualmente essencial identificar e analisar as condições técnicas e económicas de cada porto, e as obras e melhoramentos em curso, concluídos, planeados ou necessários.

1901-11-30       
Celebração do contrato entre o Estado português e o Banco Nacional Ultramarino.

1903-01-24
Morre Rafael Bordalo Pinheiro

1903       
Construção da Gare da Estação de S. Bento, no Porto.

1903-03       
Greve geral em Coimbra.

1906-05-19
D. Carlos confia o governo a João Franco.

1906-11-04
O Partido Republicano Português conquista a Câmara Municipal do Porto.

1907       
A indústria portuguesa tem menos de 100 000 operários, incluindo mulheres e menores de 16 anos.

1907-03-11       
O Governo é autorizado a explorar por conta própria o porto de Lisboa, entregando a gerência dos respectivos serviços a um Conselho de Administração sob a autoridade imediata do Ministério das Obras Públicas, Comércio e Indústria.

1907-04-12
É dissolvido o Parlamento contra a forte oposição tanto de republicanos como dos demais partidos monárquicos.

1907-04-16       
É criada a Academia das Ciências de Portugal, instituição científica cuja constituição foi promovida por republicanos.

1907-05-10
O governo de João Franco entra em ditadura.

1908       
Tem início a construção da Central da Junqueira, a qual fornecerá electricidade a Lisboa durante cerca de 10 anos.

1908       
No Porto, entra em funcionamento a Central do Ouro para a iluminação da cidade.

1908-02-01       
O rei D. Carlos e o príncipe herdeiro D. Luís Filipe são assassinados D. Manuel II sobe ao trono.

1908-08-22       
É inaugurada a actividade da Academia de Ciências de Portugal.

1908-11-28       
Assinatura do contrato entre a Câmara Municipal de Lisboa e a Sociedade Companhias Reunidas Gás e Electricidade para abastecimento e iluminação da cidade.

1908-11-30       
Portugal assina um tratado de comércio e navegação com o Império Alemão.

1910       
A indústria portuguesa consume 111 000 cavalos vapor de energia, destes apenas 5700 são provenientes da electricidade.

1910-02-16       
Entra em funcionamento a primeira estação radiotelegráfica portuguesa, na Casa da Balança.

1910-10-05       
Proclamação da República. Teófilo Braga preside ao primeiro Governo Provisório.

1910-10-08       
Expulsão passagem compulsiva dos seus membros de ordens religiosas à vida secular.

1910-10-08       
Extinção da casa militar do rei, dos títulos honoríficos de alguns corpos de tropas e do uso de coroas nos artigos de uniforme.

1910-10-12       
Extinção das guardas municipais de Lisboa e Porto e criação provisória, em Lisboa e Porto, da Guarda Republicana.

1910-10-13       
Inscrição da palavra "República" nos selos e todas as franquias em circulação.

1910-10-15       
Abolição dos títulos nobiliárquicos, distinções honoríficas ou direitos de nobreza e antigas ordens nobiliárquicas.

1910-10-26       
Proibição do emprego de menores de dezasseis anos como operários junto de máquinas contínuas de fabrico de papel e de moldar telhas e ladrilhos, calandras e máquinas afins.
 
1910-11-03       
É nomeada uma comissão com o fim de estudar e propor ao Governo um plano geral de reorganização dos estudos.

1910-11-03       
Lei do Divórcio

1910-11-05       
Primeira greve da República. Ferroviários da linha da Póvoa.

1910-11-12       
Lei do inquilinato.

1910-11-18       
É lançado ao mar nova embarcação de guerra portuguesa: a canhoteira 'Ibo'.

1910-11-25       
Greve dos trabalhadores da Companhia de Gás e Electricidade de Lisboa.

1910-12-01       
Festa da Bandeira Nacional.

1910-12-01       
Greve dos trabalhadores da Companhia de Gás e Electricidade do Porto.

1910-12-06       
Regulação do direito à greve e do lockout.

1910-12-10       
Bernardino Machado é investido Presidente da Sociedade de Geografia de Lisboa.

1911       
O exército português derrota os Imbangalas (Nordeste de Angola).

1911       
Crise de subsistências em Cabo Verde, motivada pela seca. Perdura até 1913.

1911-01-19       
Publicação do regulamento disciplinar do Exército.

1911-02-07       
Institui-se na cidade do Porto uma «Junta Autónoma das obras da Cidade».

1911-02-09       
Extinção da Direcção-Geral de Saúde e Beneficência Pública. É criada a Direcção-Geral de Saúde.

1911-03-01       
Organização do crédito agrícola.

1911-03-02       
Publicação da Lei do recrutamento.

1911-03-16       
Publicação do Código do Processo Criminal Militar.

1911-03-18       
Abertura do concurso do projecto para a realização de um monumento a edificar em Lisboa, dedicado ao Marquês de Pombal.

1911-03-24       
Promulgação da lei de criação das novas Universidades e Faculdades.

1911-04-20
Lei de Separação do Estado das Igrejas.

1911-05-03       
Organização da Guarda Nacional Republicana, corpo especial de tropas, para velar pela segurança pública, manutenção da ordem e protecção das propriedades públicas e particulares em todo o País.

1911-05-15       
Inauguração do Museu do Palácio de Mafra.

1911-05-18       
Inauguração das carreiras de navegação entre Nova Iorque e Lisboa pelo paquete francês Sant'Anne.

1911-05-20       
Eleição da Assembleia Nacional Constituinte. Sufrágio directo e universal.

1911-05-22       
Substituição do real pelo escudo.

1911-05-22       
Constituição da Associação de Socorros Mútuos Fraternidade Militar.

1911-05-22       
22 a 24 de Maio. Guglielmo Marconi visita Portugal pela primeira vez. Em 23 de Maio profere uma conferência na Sociedade de Geografia de Lisboa.

1911-05-25       
Publicação da organização republicana do Exército.

1911-05-25       
Criação da Obra Tutelar e Social do Exército.

1911-05-25       
Promulgação da Lei de Assistência Pública.

1911-05-28       
É criada a Administração Geral dos Correios e Telégrafos, tendo António Maria da Silva como primeiro administrador-geral.

1911-05-29       
Promulgação do Regulamento do trabalho indígena nas colónias portuguesas.

1911-07-08       
Bandeira e Hino Nacional.

1911-07-19       
Criação do Museu Nacional de Arte Contemporânea (Lisboa).

1911-07-27       
Projecto de utilização dos terrenos incultos da autoria de Ezequiel de Campos.

1911-08-08       
A Assembleia Nacional Constituinte defina a forma de governo de Portugal - República Democrática.

1911-08-21       
Promulgação da Constituição Política da República Portuguesa.

1911-08-24       
Criação do Ministério das Colónias.

1911-08-25       
Entrada em vigor da Constituição.

1911-08-27       
Primeiras sessões do Senado e da Câmara dos Deputados.

1911-07-27       
Projecto de utilização dos terrenos incultos da autoria de Ezequiel de Campos.

1911-08-08       
A Assembleia Nacional Constituinte defina a forma de governo de Portugal - República Democrática.

1911-08-21       
Promulgação da Constituição Política da República Portuguesa.

1911-08-24       
Criação do Ministério das Colónias.

1911-08-25       
Entrada em vigor da Constituição.

1911-08-27       
Primeiras sessões do Senado e da Câmara dos Deputados.

1911-12       
Timor. Revolta contra a concessão de terras (1911-1912).

1912       
Pacificação do Niassa (Moçambique).
O exército português atinge o Cassai (Nordeste de Angola).
Início da “Crise da Borracha”.

1912       
Angola. Reorganização Administrativa decorre até 1913.

1912-02-24       
António José de Almeida funda o Partido Evolucionista.

1912-02-29       
A produção de electricidade na cidade de Lisboa é municipalizada.

1912-04-24       
A «Junta Autónoma das obras da Cidade do Porto» passa a denominar-se «Junta Autónoma das Instalações Marítimas do Porto (Douro-Leixões)».

1912-05-03       
Feriado oficial. Aniversário da descoberta do Brasil.

1912-05-05       
Inauguração do Instituto dos Ferroviários.

1912-06-01       
Publicação do regulamento das sociedades de instrução militar preparatória.

1912-06-20       
Proibição do fabrico de bebidas alcoólicas nas colónias. Dá origem à 'crise do álcool'.

1912-07-06       
Segunda incursão monárquica em Trás-os-Montes chefiada por Paiva Couceiro. Dois dias depois tem lugar o combate de Chaves.

1912-07-16       
Constituição de três tribunais militares nas 8ª, 5ª e 1ª divisões, com sede em Braga, Coimbra e Lisboa, para julgar os insurrectos monárquicos.

1912-08-12       
É aprovado o primeiro contrato entre o Governo português e a Marconi’s Wireless Telegraph Company Ltd., para o estabelecimento de uma rede de telegrafia sem fios em Lisboa, Porto, S. Miguel, Funchal e S. Vicente de Cabo Verde. O acordo não chega a concretizar-se.

1912-08-25       
Évora. 1.º Congresso dos Trabalhadores Rurais.

1912-09       
As colónias ficam proibidas de importar armas e pólvora.

1912-10-13       
Lançamento da 1ª pedra da sede da Voz do Operário, em Lisboa.

1912-11       
Angola: descoberta de diamantes na região da Lunda.

1913       
Revoltas em Angola: Na região do Congo; Revolta dos Dembos; Revolta dos Bacongos.

1913       
Derrota dos Balantas e Mandingas (Guiné).

1913       
Prospecção de diamantes na Lunda pela P.E.M.A. (Companhia de Pesquisas Mineiras de Angola).
      
Tratado Anglo-Alemão para a partilha das colónias portuguesas.

1913-01-09       
Afonso Costa forma o primeiro ministério exclusivamente democrático, ficando com a Presidência e as Finanças.

1913-01-19       
Início das carreiras regulares de autocarros entre Algés e Carnide.

1913-02-22       
A Lei de 22 de Fevereiro assenta a política rodoviária nacional em novos moldes, reclassifica as rodovias e autoriza a contratação de empréstimos para a conclusão de alguns lanços e reparações.

1913-03-15       
Promulgação da lei travão.

1913-04       
Promulgação da reforma administrativa de Angola.

1913-04-16       
Recepção do "Espadarte", o primeiro submarino português.

1913-04-20       
Feriado. Comemoração da aprovação da Lei de Separação das Igrejas do Estado.

1913-06-13       
Nomeação de uma comissão para estudar a melhor localização para o estabelecimento de um porto franco em Lisboa.

1913-06-20       
Angola: Norton de Matos Proíbe o comércio de álcool destilado.

1913-06-21       
É promulgada a remodelação do sistema monetário.

1913-06-23       
O Governo autoriza às empresas concessionárias de construção e exploração ferroviária, nas colónias, a emissão de obrigações para financiamento da construção.

1913-06-30       
As contas de gerência de 1912-1913 encerram com superavit.

1913-07-24       
Lei n.º 83 que estabelece o direito de protecção, assistência clínica, medicamentos e indemnização para operários e empregados, vítimas de acidentes no trabalho. Limita-o a um número restrito de sectores profissionais e fabris.

1913-08-08       
I Congresso do Partido Evolucionista.

1913-08-13       
É criada a «Junta Autónoma das Obras do Porto do Funchal».

1913-10-05       
Lançamento da primeira pedra do monumento ao escritor António José da Silva (O Judeu).

1913-11-17       
Promulgação do "Decreto da Porta Aberta”, organizando a passagem de mercadorias estrangeiras em Angola.

1913-11-22       
São abolidas as missões religiosas coloniais.

1914       
Início das obras da Central Tejo.

1914-01-05       
Inauguração, no Porto, do Teatro Apolo Terrasse.

1914-01-07       
Proposta de criação, na Câmara dos Deputados, de uma “Junta Pedagógica Nacional”.

1914-01-14       
Orçamento para o ano de 1914/1915. Superavit de 3 392 764$72.

1914-01-24       
O Presidente da República Manuel de Arriaga, advoga a formação de um Governo extra-partidário, na sequência de um conflito entre o Executivo, presidido por Afonso Costa e o Senado.

1914-02-17       
Bolsa de Trabalho de Lisboa.

1914-03-01       
Abertura da linha de eléctricos Camões-Estrela, em Lisboa.

1914-03-03       
Constituição do Centro Nacional de Aviação.

1914-03-15       
15 a 17 de Março. Congresso operário em Tomar; criação da União Operária Nacional.

1914-03-15       
15/17. Congresso operário em Tomar; criação da União Operária Nacional.


1914-03-23       
Festa da Árvore, organizada pelo diário O Século.

1914-04-08       
Publicação da revista Nação Portuguesa, que virá a tornar-se o órgão teórico do Integralismo Lusitano.

1914-05-01       
Inauguração da linha de eléctricos da Avenida Almirante Reis, em Lisboa.

1914-05-14       
Criação da Escola Aeronáutica Militar, que engloba os serviços de aviação e aerostação.

1914-05-16       
Figueira da Foz. Congresso do Partido Republicano Português.

1914-06-28       
Assassinato do arquiduque Francisco Fernando, herdeiro do trono da Áustria-Hungria.

1914-06-30       
É criada a «Junta autónoma das obras do porto de Viana do Castelo e do rio Lima».

1914-06-30       
As contas de gerência de 1913-1914, encerram com superavit.

1914-07-01       
Dívida pública nacional: 641 517 contos.

1914-07-07       
Reorganização do Ensino Industrial.

1914-07-23       
Ultimatum da Áustria-Hungria à Sérvia.

1914-07-27       
Proposta de Edward Grey para resolver a crise balcânica. A Sérvia apela à intervenção da Rússia.

1914-07-28       
A Áustria declara guerra à Sérvia.

1914-08-03       
A Alemanha declara guerra à França.

1914-08-04       
Declaração de guerra da Grã-Bretanha à Alemanha.

1914-08-07       
Declaração do governo português sobre a guerra, em concordância com o pedido do Foreing Office.

1914-08-10       
Proibição, pelo governo, da elevação dos preços dos géneros alimentares para evitar a especulação.

1914-08-12       
Governo decreta organização e envio de expedições militares para Angola e Moçambique.

1914-08-12       
Tratado de Comércio e Navegação Luso-Britânico.

1914-08-13       
A Grã - Bretanha pede autorização ao Governo português para uma força militar, britânica, atravessar o território de Moçambique.

1914-08-15       
Promulgação da Lei Orgânica de Administração Civil e Financeira das Colónias.

1914-08-21       
Regulamento dos Armazéns Gerais Industriais.

1914-08-21       
Criação de Bolsas de Mercadorias em Lisboa e Porto.

1914-08-24       
Ataque alemão à guarnição de Maziúa (Norte de Moçambique).

1914-08-26       
O Banco de Portugal passa a poder emitir notas de ouro até o limite de 120 000 000$.

1914-09-11       
Partida de expedições militares para Angola e Moçambique.

1914-09-11       
Encontro de João Chagas com Freire de Andrade, ministro dos Negócios Estrangeiros. Discussão do estatuto de Portugal perante a guerra.

1914-09-18       
Porto. Protestos contra a carestia de vida.

1914-09-19       
Adiamento sine die das eleições.

1914-09-24       
Criação da Junta Reguladora de Câmbios.

1914-09-25       
Inauguração do Teatro-Éden, em Lisboa.

1914-10-01       
Promulgação do decreto-lei n.º 951 relativo ao trabalho e mão-de-obra indígena.

1914-10-14       
Proibição da reexportação do continente, ilhas e colónias, para o estrangeiro, de arroz, açúcar, bacalhau, cereais, legumes e medicamentos.

1914-10-16       
Chegada de tropas portuguesas a Lourenço Marques.

1914-10-18       
Inauguração da tracção eléctrica em Braga.

1914-10-18       
Naulila. Incidentes com tropas alemães.

1914-10-19       
Naulila. Primeiro incidente com tropas portuguesas e alemãs.

1914-10-22       
Criação de tribunais especiais para o julgamento de crimes de rebelião.

1914-10-26       
Organização dos postos agrários.

1914-10-26       
Arrolamento das quantidades de trigo, em grão e em farinha, existentes no território continental.

1914-11-07       
Angola. Ataques alemães a portos.

1914-11-12       
Associação Comercial de Lisboa. Missão comercial a Londres.

1914-11-17       
Teatro da Rua dos Condes. Proibição de uma revista que apresentava um quadro pouco abonatório do exército português.

1914-11-21       
Divisão do País em 6 circunscrições industriais:
1.ª Sede no Porto: distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real, Bragança.
2.ª Sede em Coimbra: distritos de Aveiro, Viseu, Coimbra, Guarda e Castelo Branco.
3.ª Sede em Lisboa: distritos de Leiria, Santarém e Lisboa.
4.ª Sede em Évora: distrito de Portalegre, Évora, Beja e Faro.
5.ª Sede em Angra do Heroísmo: distritos de Angra do Heroísmo, Ponta Delgada e Horta.
6.ª Sede no Funchal: distrito do Funchal.

1914-11-23       
Proibição dos senhorios elevarem as rendas nos prédios urbanos.

1914-11-25       
Decreto de mobilização.

1914-12-18       
Desastre de Naulila: derrota portuguesa em Angola.

1915-01-11       
Apresentação do Orçamento Geral de Estado. Saldo positivo de 213 721$38.

1915-01-20       
20/22 Movimento das Espadas.

1915-01-20       
Partida de forças militares para Angola.

1915-01-28       
Ditadura de Pimenta de Castro.

1915-02-01       
Desempregados invadem o Ministério do Fomento.

1915-02-03       
É aprovada a organização do Conselho de Instrução Pública.

1915-02-24       
Lei eleitoral de Pimenta de Castro.

1915-03-06       
Assaltos às padarias de Lisboa.

1915-04-06       
Criação das Comissões Reguladoras dos Preços dos Géneros Alimentícios.

1915-04-07       
Conferências da Liga Naval.

1915-04-27       
Regresso dos monárquicos exilados.

1915-04-30       
30-04 a 02-05. Ferrol (Galiza) Congresso Internacional Pró-Paz, com participação da União Operária Nacional.

1915-05-02       
02/03 Congresso da União Republicana.

1915-05-14       
Derrube da ditadura de Pimenta de Castro.

1915-05-14       
Lisboa. Assaltos a armazéns e padarias.

1915-05-29       
O Presidente da República, Manuel de Arriaga, demite-se.

1915-06-05       
Proibição da exportação de certos géneros e matérias primas.

1915-06-13       
Eleições gerais. Vitória do Partido Democrático.

1915-09-01       
Lei n.º 372, que consigna a obrigatoriedade de elaborar dois orçamentos: um ordinário e outro extraordinário de guerra.

1915-10-07       
Partida de tropas para Moçambique.

1915-10-26       
Greve dos operários de Setúbal e Palmela contra a carestia de vida.

1915-11-10       
O Estado toma posse da Fábrica de Adubos e Produtos Químicos da Póvoa de Santa Iria.

1915-11-11       
Greve dos funcionários do porto de Lisboa.

1915-12-04       
Proibição da livre exportação de volfrâmio.

1915-12-30       
Governo inglês sonda possibilidade de requisição dos navios alemães surtos em portos portugueses.

1915-12-31       
Frota mercante nacional: 91 859 toneladas brutas. 471 embarcações.

1916       
Oliveira Salazar publica Questão Cerealífera e Ágio do Ouro.

1916-01-12       
Apresentação do Orçamento Geral de Estado. Défice de 3 165 769$29.

1916-01-29       
Lisboa. Distúrbios em Campo de Ourique e Alcântara por causa da carestia de vida.

1916-01-30       
Assaltos a mercearias, por todo o País.

1916-01-30       
Golegã. Greve dos trabalhadores rurais.

1916-02-07       
Requisição de todos os meios de transportes indispensáveis à economia nacional.
Aprovação da lei das subsistências.

1916-02-15       
Vila Nova de Gaia. Assaltos a estabelecimentos.

1916-02-16       
O Governo britânico solicita a intervenção de Portugal na Grande Guerra.

1916-02-23       
Requisição dos navios alemães surtos em águas portuguesas.

1916-03-09       
A Alemanha declara guerra a Portugal.

1916-03-12       
Lei de mobilização das indústrias.

1916-03-13       
Governo "União Sagrada" (democráticos e evolucionistas).

1916-03-27       
Paris. Primeira reunião dos Aliados, Portugal participa.

1916-03-28       
Lei sobre censura preventiva.

1916-04       
Criação da Junta Central Integralista, presidida por Adriano Xavier Cordeiro.

1916-04-08       
Junta Patriótica do Norte.

1916-04-10       
Moçambique. Tomada de Quionga.

1916-04-20       
Expulsão de todos os súbditos alemães residentes em Portugal.

1916-05-04       
Criação da Intendência dos Bens dos Inimigos.

1916-05-26       
Apresentação do Orçamento Geral do Estado para 1916/1917.

1916-06-09       
Afonso Costa participa na Conferência Económica dos Governos Aliados, que decorre em Paris entre 9 e 21 de Junho.

1916-06-21       
Afonso Costa parte para Londres a fim de negociar as condições da participação portuguesa na Guerra.

1916-07-03       
Tancos. Exercícios militares.

1916-07-15       
A Grã-Bretanha convida Portugal a tomar parte activa nas operações aliadas na Europa.

1916-07-22       
Constituição do Corpo Expedicionário Português (CEP), composto por 30 mil homens.

1916-08-05       
Assaltos a padarias.

1916-08-07       
Reunião do Congresso para analisar a participação de Portugal na Grande Guerra.

1916-08-24       
Mosteiro dos Jerónimos. Comício Patriótico de apoio à participação portuguesa na guerra.

1916-08-31       
O Parlamento vota a pena de morte em situação de guerra.

1916-09-04       
Criação da Comissão Portuguesa de Acção Económica contra o Inimigo.

1916-09-29       
Entrada em vigor do Tratado de Navegação e Comércio Luso-Britânico.

1916-10-01       
Inauguração da primeira escola de aviação portuguesa (Vila Nova da Rainha).

1916-11-11       
Partida de operários portugueses para França.

1916-11-30       
O Ministério da Guerra autoriza que seja dada assistência religiosa aos militares.

1916-12-13       
Movimento revolucionário liderado por Machado Santos, com apoio de tropas de Tomar.

1917       
É constituída a Associação Portuguesa para o Progresso das Ciências, por iniciativa de Francisco da Costa Lobo, professor na Universidade de Coimbra, e com o apoio do astrónomo espanhol P. Cirera.

1917       
Formação da primeira esquadrilha de submarinos portugueses.

1917-01-03       
Acordo luso-britânico, relativo ao envio de forças portuguesas para França.

1917-01-17       
Relatório acerca da participação de Portugal na guerra europeia.

1917-01-26       
Partida do primeiro contingente português para a frente de batalha em França.

1917-01-30       
Partida para França da 1.ª Brigada do Corpo Expedicionário Português, sob comando de Gomes da Costa.

1917-02-07       
Brest. Chegada do primeiro batalhão português.

1917-04-01       
Viagem diplomática de Afonso Costa a França e Espanha.

1917-04-04       
Morte do primeiro soldado português na frente francesa: António Gonçalves Curado.

1917-04-11       
Criação do Instituto dos Mutilados de Arroios.

1917-04-14       
Criação do Conselho Económico Nacional.

1917-04-25       
Reorganização do Conselho de Instrução Pública.

1917-05-13       
Fátima. Aparição da Virgem Maria.

1917-05-14       
Revolta da batata.

1917-05-29       
Inauguração da Casa dos Filhos dos Soldados Portugueses.

1917-06-25       
Inauguração da Casa dos Filhos dos Soldados da Junta Patriótica do Norte.

1917-09-08       
Greve geral convocada pela UON.

1917-10-28       
Primeiro centenário de Gomes Freire de Andrade. Inauguração de um obelisco em Oeiras.

1917-12-05       
Revolta de Sidónio Pais.

1918-03-09       
Regulamento Lei dos Desastres de Trabalho.

1918-03-30       
Sopas Económicas.

1918-04-19       
O médico Augusto Pires Celestino da Costa defende publicamente a criação, em Portugal, de um organismo congénere da "Junta para Ampliación de Estudios y Investigaciones scientificas".

1918-07-09       
Aprovação do novo Estatuto Universitário.

1919-04-09       
Integração da Obra de Assistência 5 de Dezembro na tutela da Provedoria Central da Assistência de Lisboa.

1919-04-27       
É inaugurada oficialmente a Universidade Popular Portuguesa, com sede na Cooperativa "A Padaria do Povo" em Campo de Ourique, Lisboa.

1919-05-07       
É instituída a jornada das oito horas de trabalho para o operariado e para os empregados do comércio.

1919-05-10       
Seguro Social Obrigatório.

1919-05-10       
Bolsas Sociais de Trabalho.

1919-05-10       
Instituto de Seguros Sociais Obrigatórios e de Previdência Geral.

1920-06-01       
Regulamento da Assistência aos Militares Tuberculosos.

1920-08-17       
É aberto um crédito especial para pagamento de despesas com o serviço de instrução. Uma parte destina-se a despesas de representação em congressos, conferências e missões de estudo e outra ao pagamento de despesas com os serviços de intercâmbio universitário.

1920-09-20       
Realiza-se a primeira assembleia-geral da União Matemática Internacional, onde Portugal está representado.

1921       
Em conferência realizada na Faculdade de Ciências, Simões Raposo defende a criação de uma residência de estudantes associada a uma Junta autónoma qorganizada à semelhança da espanhola "Junta para Ampliación de Estudios y Investigaciones scientificas".
Em sequência desta iniciativa, é organizada uma Junta particular, designada por Junta de Educação.

1921-01-28       
Organização dos serviços meteorológicos.

1921-06-26       
Realiza-se no Porto o Congresso da Associação Espanhola para o Progresso das Ciências. É o primeiro a designar-se por "Congresso Luso-Espanhol para o Progresso das Ciências".

1922-09-14       
Segundo contrato entre o Governo português e a Marconi's Wireless Telegraph Company, para montagem e exploração das estações de TSF no Continente, Açores, Madeira, Cabo Verde, Angola, Moçambique, S. Tomé e Príncipe.

1923-04       
Lançamento da primeira pedra do monumento aos heróis da I Guerra Mundial em Vila Real.

1923-06-21       
Estatuto da Educação Nacional, de João Camoesas. Projecto de criação de uma Junta Nacional de Fomento das Actividades Sociais e Investigações Científicas.

1923-07-19       
É publicado o decreto que cria o Instituto de Histologia e Embriologia na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, por remodelação do Laboratório de Histologia e Embriologia.

1923-12-29       
É decretada a constituição, no Ministério da Instrução Pública, a Junta de Orientação dos Estudos, como "organismo técnico permanente" do mesmo ministério. Não chegou a ser oficialmente constituída.

1923-12-29       
Publicação do decreto que cria o Instituto Português para o Estudo do Cancro.

1924-01-29       
Estatutos da Liga dos Combatentes da Grande Guerra.

1924-04-07       
Monumento ao Soldado Desconhecido. Sala do Capítulo no Mosteiro de Santa Maria Vitória - Batalha. Cerimónia do acender da Chama da Pátria.

1924-11-11       
Inauguração do primeiro grande monumento aos mortos da Grande Guerra, na Praça de Carlos Alberto (Porto).

1924-12-01       
O Governo reconhece a Confederação Geral do Trabalho (CGT) como representante dos trabalhadores.

1925-05-15       
Reestruturação dos Serviços Jurisdicionais e Tutelares de Menores.

1925-07-18       
É constituída a Companhia Portuguesa Rádio Marconi.

1925-10-24       
Criação do Instituto de Orientação Profissional.

1926-05-28       
Golpe militar comandado por Gomes da Costa. A I República é derrubada e instaurada a Ditadura Militar.

1926-05-29       
II Congresso do PCP

1926-06-09       
Dissolução do Congresso da República.

1926-06-22       
Censura

1926-07-09       
Afastamento de Gomes da Costa Presidência do Ministério. O lugar é ocupado pelo general Óscar Fragoso Carmona.

1927       
Pardal Monteiro inicia o projecto das novas instalações do Instituto Superior Técnico na Alameda D. Afonso Henriques.

1927       
Batalhão Académico anti-fascista.

1927-02-03       
Revolta reviralhista contra a Ditadura Militar no Porto e, dia 7, em Lisboa.

1927-02-16       
Liga de Defesa da República (Liga de Paris).

1927-03-10       
Presença

1927-07-29       
Manifesto da Liga de Paris.

1928-03-25       
Óscar Carmona é eleito Presidente da República.

1928-04-16       
Demissão dos professores da Faculdade de Direito de Lisboa.

1928-04-16       
Nomeação de António de Oliveira Salazar para ministro das Finanças.

1928-04-18       
Nomeação de Vicente de Freitas para Presidente do Ministério.

1928-07-20       
Golpe falhado contra a Ditadura.

1928-09       
Negociação empréstimo externo.

1928-11-11       
Padrão de Portugal (La Couture).

1929-01-16       
Criação da Junta de Educação Nacional.

1929-02-15       
Manifesto de Afonso Costa, Bernardino Machado e Jaime de Morais.

1929-03-27       
Criação da Caixa Geral de Aposentações.

1929-04-16       
Assalto ao Palácio Maçónico.

1929-04-21       
Reorganização do PCP. Eleição de Bento Gonçalves para Secretário-Geral.

1929-08-21       
Campanha do Trigo.

1930-06-04       
Criação da Universidade Técnica de Lisboa.

1930-06-17       
Conspiração reviralhista.

1930-07-08       
Acto Colonial.

1930-07-30       
União Nacional.

1931-01-14       
Condicionamento industrial.

1931-04-04       
Revolta da Madeira, contra a Ditadura, sob o comando do general Sousa Dias.

1931-04-04       
Diário da Manhã.

1931-05-01       
Manifestações contra a Ditadura.

1931-05-04       
Repressão da mendicidade nas ruas e lugares públicos.

1931-08-26       
Tentativa de revolta reviralhista.

1932       
Organização Revolucionária da Armada.

1932-05       
Movimento Nacional Sindicalista.

1932-07-05       
Oliveira Salazar é nomeado Presidente do Conselho de Ministros.

1936-11       
Dissolução da Comissão dos Padrões da Grande Guerra.

Adaptado de: Instituto de História Contemporânea - Primeira República: Cronologia. [em linha]. [Consult. em 21 Jan 2010]. Disponível na Internet em: <http://www.primeirarepublica.org/portal/index.php?option=com_content&view=section&layout=blog&id=7&Itemid=12>.

INÍCIO

 

Pesquisar

cnccr_logo.jpg

Sabia que...

a Sede do Centro Republicano era na
 

Em linha

Temos 5 visitantes em linha